computador e papel com gráficos de indicadores

Qualquer empresa que queira alcançar o sucesso, é fundamental saber avaliar o desempenho do seu negócio.

E para poder avaliar como a empresa está indo, existem uma infinidade de indicadores, porém aqui, vamos focar apenas nas finanças.

Os indicadores financeiros permitem que você compare resultados atuais e passados para, a partir disso, conseguir traçar planos e metas para o futuro.

Assim, em vez de executar cegamente suas ações, os indicadores fornecerão dados concretos sobre suas finanças para que você possa tomar decisões mais bem fundamentadas.

Os índices que apresentaremos aqui servem para mostrar em que pontos a sua empresa está indo bem e onde ela precisa melhorar quando o assunto é dinheiro.

1 – Indicador de liquidez

O indicador de liquidez mede a capacidade que a sua empresa tem de cumprir com suas responsabilidades financeiras de curto prazo com os ativos atuais, sem depender de novas vendas.

Ele é utilizado para avaliar a saúde financeira de uma empresa.

O cálculo não é tão difícil. Basta executar as seguintes fórmulas:

Índice de liquidez = (Caixa e equivalentes de caixa ​​+ Contas a Receber) / Passivo Circulante

Exemplo:

Você tem R$ 8.000 em caixa, R$ 3.000 em contas a receber e R$ 4.000 de passivo circulante. Logo, (R$ 8.000 + R$ 3.000) / R$ 4.000 = 2,75

Ou seja, você tem R$ 2,75 em ativos para cada R$ 1,00 de passivos, o que significa que você tem o suficiente para cumprir as obrigações financeiras.

Índice de liquidez seca = (Ativo Circulante – Estoques) / Passivo Circulante

Exemplo:

R$ 20.000 em ativos circulantes, R$ 5.000 em estoques e R$ 20.000 em passivos circulantes. Logo, (R$ 20.000 – R$ 5.000) / (R$ 20.000) = 0,75

Ou seja, você só tem 75 centavos de ativos por R$ 1,00 de passivos. Isso significa que você não tem o suficiente para cobrir suas obrigações.

O ideal é que o seu indicador de liquidez seja de, no mínimo, R$ 4,00, pois assim você estará crescendo a um bom ritmo e não estagnado ou recuando.

2 – Margem de lucro bruto

A margem de lucro bruto é um dos principais indicadores financeiros para pequenas empresas. Ele mede o quanto de dinheiro você obteve a partir das vendas depois de subtrair o custo das mercadorias vendidas.

A margem de lucro bruto é uma porcentagem. Ou seja, se o seu índice é de 50%, significa que você ganha 50 centavos para cada R$ 1,00 que você vende; os outros 50 centavos servem para cobrir os custos das mercadorias.

As margens de lucro variam de acordo com cada modelo de negócios.

Nesse caso, vale a pena conferir quais são as médias do setor em que a sua empresa está inserida. Mas, no geral, as empresas estabelecem margens acima de 25%.

3 – Fluxo de caixa

O fluxo de caixa lida com os valores que entram e saem da sua empresa. Ou seja, ele trata das despesas e dos recebimentos operacionais rotineiros.

Esse indicador mostra se as suas operações estão gerando caixa suficiente para cumprir com suas obrigações financeiras.

A análise e o monitoramento do fluxo de caixa são fundamentais para que você possa ter uma visão mais aprofundada sobre a saúde de suas finanças, permitindo que você enxergue além dos lucros e possa tomar decisões mais conscientes sobre investimentos de capital para impulsionar os negócios.

4 – Capital de giro

O capital de giro é a quantidade de dinheiro que você tem disponível após subtrair todos os passivos existentes.

Ele funciona como uma reserva de recursos para cobrir as necessidades financeiras do seu negócio ao longo do tempo.

Este indicador financeiro mostra até que ponto os seus ativos disponíveis são capazes de cobrir os seus passivos a curto prazo.

5 – Endividamento

O endividamento é uma realidade comum para quase todas as empresas, inclusive as pequenas e médias. No entanto, é extremamente importante ficar atento a este indicador financeiro para evitar que ele saia do controle.

A taxa de endividamento é a relação entre todas as responsabilidades financeiras do seu negócio e o patrimônio líquido. Esse indicador mostra como a sua empresa tem conseguido financiar o crescimento e de que maneira os investimentos estão sendo utilizados.

Ou seja, a taxa de endividamento indica a quão lucrativa a sua empresa é. O ideal, obviamente, é que o seu patrimônio líquido seja sempre maior que as suas dívidas.

Banner com computador e logo do sistema impacto. Venda, Estoque, Faturamento

6 – Retorno sobre investimento (ROI)

Para encerrar a nossa lista de indicadores financeiros para pequenas empresas, temos o bom e velho ROI: Retorno sobre Investimento.

Este índice mostra o quanto a sua empresa ganhou com um investimento realizado. A partir dele você consegue determinar quais investimentos foram ou não bem sucedidos.

O ROI compara quanto dinheiro um investimento trouxe com quanto você pagou por ele, mostrando se tal investimento é lucrativo ou não. Uma alta taxa de ROI significa que você recebe mais renda por investimento, o que é bom.

Digamos que você queira avaliar o ROI da sua estratégia de marketing. Você ganha R$ 9.000 com investimentos em publicidade do Google Ads e seu custo de investimento é de R$ 5.000.

Logo, (R$ 9.000 – R$ 5.000) / (R$ 5.000) = 0,8

Ou seja, você obteve um retorno de 80% sobre o valor investido, o que é excelente. Você pode fazer esses cálculos com vários outros investimentos do seu negócio. Isso vai te ajudar a analisar quais investimentos são mais vantajosos.

Quanto mais indicadores a empresa conhecer é melhor. A utilização de indicadores financeiros poderá ajudar a resolver problemas e assim chegar no sucesso da empresa.

Fonte: siteware

Postagem Relacionada

Deixe um comentário

Você no controle do seu negócio
Telefone

11 2087-2852

E-mail

Horário de atendimento: segunda à sexta-feira, das 8:30h ás 12h e 13h ás 17:30h

Av. Salgado Filho, 252, Centro
Guarulhos-SP
Guarulhos Office Tower, sala 1809
CEP. 07115-000

Copyright © 2020. TRS Sistemas – Política de privacidade

Paste your AdWords Remarketing code here