texto escrito Cuidado

O Varejo tradicional já não é mais o mesmo

Que a reinvenção faz parte do DNA das pessoas, já não temos dúvidas.

Principalmente em tempos de crise, onde saímos da zona de conforto e somos obrigados a mudar, caso contrário, não sobrevivemos.

E isso não é diferente no mundo dos negócios. Para sermos mais específicos, no Varejo.

O Varejo

Todos os anos, lojas físicas abrem e fecham as portas. Sonhos que são realizados e que por alguma razão, acabam não dando certo.

Pode ser por causa da crise? Não podemos dizer se é realmente isso. Afinal, muitas empresas conseguem sobreviver e ficar ainda mais forte com ela.

Lógico que não podemos esquecer do segmento. Na verdade é que muitas variáveis, caso queira colocar na ponta do lápis.

Mas vamos ser mais genéricos para concluir nossa linha de pensamento, ok?

Preocupação do varejista

Até um tempo atrás, o que mais se dava dor de cabeça para um dono de varejo, era:

  • Crescimento do e-commerce que até hoje apresenta evolução constante e exponencial;
  • Redução drástica das margens de rentabilidade em função do acirramento da concorrência;
  • Alta taxa de endividamento;
  • Novas atitudes de consumo dos Millennials e seu interesse num estilo de vida frugal;
  • Excesso de novos pontos de vendas que apresentam crescimento de oferta acima da evolução da demanda;

Todas essas e outras razões precisam ser avaliadas com muito cuidado. Afinal, não são suficientes para um diagnóstico onde se fecha uma loja.

Barras caindo e um homem de papel impedindo

O Varejo do Futuro (ou do agora)?

Segundo Walter Longo (Sócio-Diretor na Unimark Comunicações), “o varejo físico continua e continuará se expandindo e evoluindo, apesar de tudo.

A mudança e a busca por novos padrões de consumo são necessárias pois nos tempos atuais, empresas não morrem mais por fazerem coisas erradas e sim por fazerem as coisas certas por um tempo longo demais.”

Por exemplo, caminhando no shopping mesmo, já conseguimos perceber as mudanças gritantes no cenário competitivo.

Uma delas, é o fim da disputa entre loja física (Off) e o e-commerce (On). Agora está tudo junto e misturado.

Aliás, as vendas on-line já salvaram muitas lojas físicas nesses últimos tempos. Quem não se adaptou antes, agora teve que correr para conseguir sobreviver.

E o que deve ter surpreendido muitos donos de varejo é que: sim, é possível trabalhar on e off sem precisar ser uma empresa grande.

Outra percepção bem gritante nas lojas, são as suas aparências.

Cada vez mais, as empresas estão se preocupando em tornar o ambiente das suas lojas mais chamativas, criativas e aconchegantes para seus clientes.

Resumindo, enquanto muitas lojas tradicionais enfrentam tempos difíceis, sem saber o que fazer para ganhar clientes, outras surgem ou se adaptam com muitos diferenciais.

O que podemos perceber com isso tudo é que, existem dois tipos de empresa. As que acompanham as mudanças e as que mudam durante uma crise, para não falir.

Com certeza, as que acompanham as mudanças saem na frente. Afinal, já estão preparadas.

As que mudam durante a crise, corre um alto risco de não se adaptar a tempo.

Por esse e outros motivos que se manter atualizado é extremamente importante.

Quem não se atualiza, come poeira e não vende. É essencial estar antenado nas novas tendências comerciais e tecnológicas e, ainda mais, estar ligado no consumidor.

Banner com computador e logo do sistema impacto. Venda, Estoque, Faturamento

 

Postagem Relacionada

Deixe um comentário

Você no controle do seu negócio
Telefone

11 2087-2852

E-mail

Horário de atendimento: segunda à sexta-feira, das 8:30h ás 12h e 13h ás 17:30h

Av. Salgado Filho, 252, Centro
Guarulhos-SP
Guarulhos Office Tower, sala 1809
CEP. 07115-000

Copyright © 2020. TRS Sistemas – Política de privacidade

Paste your AdWords Remarketing code here